O varejo de material de construção cresceu 5% no mês de novembro, na comparação com outubro. Com relação ao mesmo período do ano passado, o desempenho foi 2% superior. Já no acumulado do ano, o setor apresenta alta de 6,5% sobre o mesmo período de 2017. Nos últimos 12 meses, há crescimento de 7,5%.

Região Sul apresenta maior incremento, com 9%


O varejo de material de construção cresceu 5% no mês de novembro, na comparação com outubro. Com relação ao mesmo período do ano passado, o desempenho foi 2% superior. Já no acumulado do ano, o setor apresenta alta de 6,5% sobre o mesmo período de 2017. Nos últimos 12 meses, há crescimento de 7,5%.

Os dados são da Pesquisa Tracking mensal da Anamaco, que entrevistou 530 lojistas entre os dias 26 a 28 de novembro. Segundo o levantamento, quase todas as regiões do País apresentaram crescimento, com destaque para o Sul (9%), Nordeste (8%), Norte (5%) e Sudeste (4%). O Centro-oeste, que foi a região que mais cresceu no mês passado (18% sobre setembro), apresentou queda de 10% em novembro.

Segundo o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, o desempenho no mês indica a confiança do setor nas ações anunciadas até agora pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro.

“O otimismo do setor com relação ao governo nos próximos 12 meses atingiu 84%, maior patamar desde janeiro de 2013. Fora isso, os lojistas acreditam que o novo governo dará prioridade à saúde, segurança pública e Educação, áreas que influenciam diretamente o nosso setor, com a construção de escolas, hospitais e novos presídios”.