Nos próximos meses Florianópolis ganhará o primeiro hotel da SC-401, e CEO da Rede Intercity, Alexandre Gehlen fala sobre empreendimento, que promete surpreender empresários, turistas e organizadores de eventos.

Nos próximos meses Florianópolis ganhará o primeiro hotel da SC-401, e CEO da Rede Intercity, Alexandre Gehlen fala sobre empreendimento, que promete surpreender empresários, turistas e organizadores de eventos.

Com um investimento superior a R$ 30 milhões, o primeiro hotel localizado na Rodovia SC-401 (em Florianópolis) é encabeçado pela Portofino Hotelaria e destaca-se pelas características de inovação e sustentabilidade. Com inauguração programada para novembro, o Intercity Portofino Florianópolis está em fase de conclusão e, quando pronto, vai oferecer 140 apartamentos em cinco diferentes categorias (Apartamento, Apartamento Luxo, Apartamento Premium, Suíte e Suíte Premium) e dois restaurantes com entradas distintas, além de um Centro de Eventos – um dos diferenciais – com área superior a 1000 m2, acesso exclusivo e capacidade de atender até 600 pessoas simultaneamente por meio das cinco salas, 2 foyers e um Auditório com capacidade para atender 300 pessoas sentadas.

Estrategicamente localizado na Rodovia que liga a região central às praias no Norte da Ilha (SC-401, considerada a nova via empresarial de Florianópolis), o Intercity Portofino fica próximo a empreendimentos comerciais e shopping Center, e conta com uma infraestrutura diferenciada: além de toda a área administrativa, serão 140 vagas de estacionamento, área fitness e uma piscina coberta, aquecida, com borda infinita e vista para o mar.

Entre os itens de sustentabilidade destacam-se os painéis fotovoltáicos para produção de energia elétrica, painéis solares para aquecimento da água e um sistema de captação, armazenamento e aproveitamento de água da chuva. As áreas operacionais e sociais terão iluminação natural e o prédio contará com iluminação econômica 100% LED.

Na fase final das obras, o CEO da Rede Intercity, Alexandre Gehlen, concedeu uma entrevista exclusiva sobre o novo empreendimento que leva a bandeira da sua rede e ainda sobre o momento do mercado hoteleiro no Brasil e em Florianópolis. 

Confira:

Alexandre Gehlen, CEO da Rede Intercity | Foto: Divulgação

Como avalia o mercado hoteleiro atual?

Estamos passando um período econômico-político atípico e desafiador. Porém desde o final do ano passado, com o cenário político aparentemente resolvido, começamos a ver uma recuperação dos números. O primeiro trimestre do ano surpreendeu. Mas ainda não podemos afirmar que o cenário se consolidou. As praças secundárias e aquelas que herdaram uma superoferta ainda sofrem. A grande virada está sendo puxada por São Paulo, que sempre consideramos a mola propulsora da economia brasileira.

 

Inovação é uma das palavras chaves da atualidade, como vê ela sendo aplicada no mercado hoteleiro?

Vivemos a era da experiência! Investir em experiência e tecnologia será o diferencial do setor para atender às expectativas dos hóspedes. Com o impacto exercido pelas mudanças tecnológicas, acontece uma transformação conceitual e estrutural na hotelaria. O interessante é que as novas ferramentas criaram possibilidades para que o consumidor possa escolher o que exatamente satisfará suas necessidades. Existe atualmente um acirramento da concorrência e novas alternativas de escolha para os viajantes. O compartilhamento de 6experiências em sites e redes sociais também tem influenciado o comportamento dos viajantes, que levam cada vez mais em conta as avaliações de outros clientes antes de decidir o local da hospedagem.

Observamos que os acessos oriundos de smartphones já ultrapassam os acessos de outros dispositivos. Para facilitar o acesso do público, cada vez mais conectado ao mundo digital, escolhemos o conceito tecnológico Mobile First para o nosso portal, direcionado principalmente para entrada por meio de dispositivos móveis.  

A inovação sempre esteve no DNA da Intercity. Fomos pioneiros em diversas tecnologias que hoje parecem básicas, porém os trâmites de importação, tributários e mercado fechado brasileiro fazem com que ainda não tenhamos algumas novidades que já são amplamente difundidas lá fora.  

 

Qual a importância da chegada de mais uma unidade da rede Intercity em Florianópolis?

Além de ser considerada um dos mais fortes e belos destinos turísticos do país, a capital catarinense é um dos principais polos de inovação no Brasil. A união de desenvolvimento econômico, ecossistema de inovação crescente e indicadores positivos de qualidade de vida fazem da capital catarinense um bom cenário para investimento. Nosso objetivo é reforçar ainda mais a marca Intercity na cidade com a abertura da segunda unidade.

Qual a expectativa com a abertura do Intercity Portofino Florianópolis?

Florianópolis é uma cidade em constante crescimento, que além de receber turistas do mundo inteiro tem atraído empresas de diversos setores, principalmente de inovação e tecnologia. Queremos oferecer a melhor experiência de hospedagem com o padrão e “jeito de ser” da Intercity. Junto com nossos parceiros locais, estamos confiantes que entraremos no mercado com um produto inovador e de excelente qualidade. Agradecemos a família Ghisleni, que investiu e acreditou tanto na marca Intercity como no potencial da capital catarinense em conjunto conosco.

Quais são os planos de investimento/expansão da rede para Santa Catarina?

Temos grandes planos para Santa Catarina! Além da inauguração do Intercity Portofino Florianópolis no segundo semestre, escolhemos o estado para lançar nossa nova marca. A Hi! será a primeira cheap and chic do Brasil, o que significa um modelo econômico sem abrir mão do design. É uma marca que busca atender às necessidades do público millennial, com conforto e lifestyle, unido a um atendimento funcional para entregar o que o público necessita. As unidades estão localizadas em três cidade catarinenses: Blumenau, Chapecó e Criciúma. Temos previsão de inaugurá-las em 2020.

Como a rede enxergar o potencial turístico de Florianópolis, afinal a cidade cada vez mais avança em outros segmentos, como tecnologia, não tendo sua economia integralmente baseada no turismo de lazer?

Florianópolis une natureza exuberante com as facilidades das grandes cidades. Com um dos melhores índices sociais do Brasil, é reconhecida pelos excelentes indicadores nos setores infraestrutura, qualidade de vida, segurança, saúde, educação, formação profissional, atendimento e serviços. Enxergamos também que a cidade é um destino com alto potencial para turismo de negócios e eventos como seminários, convenções e congressos.

 

Em destaque: Fachada do Intercity Portofino Florianópolis, hotel com inauguração programada para novembro  |  Imagem: Divulgação