Fotos de viagem fazem o maior sucesso nas redes sociais, e estudo do SIS/Sebrae analisa impacto dessas postagens na escolha de destinos de viagem.

Fotos de viagem fazem o maior sucesso nas redes sociais, e estudo do SIS/Sebrae analisa impacto dessas postagens na escolha de destinos de viagem.

Atualmente existem cerca de 3,2 bilhões de usuários ativos nas mídias sociais, o que corresponde a 42% da população global. No Brasil, são cerca de 129 milhões de pessoas conectadas, o que corresponde a 62% da população. Dentro deste universo que permite a troca de imagens, idéias e hábitos, sabe-se que mais de 80% dos viajantes mundiais são influenciados a viajar por amigos nas redes sociais. Eles usam, em média, 10 a 12 aplicativos para pesquisar destinos e acomodações, e fazer reservas.
As características próprias do Instagram – imagens e vídeos – tornam essa rede a mais propícia para divulgações ligadas ao turismo: de paisagens à gastronomia, há uma gama enorme de possibilidades relacionadas às experiências e imagens que delas resultam.
É inegável que fotos de viagem fazem o maior sucesso nas redes sociais, e muitas pessoas utilizam as imagens postadas por amigos e influenciadores para escolher o destino das férias.
Por isso, uma pesquisa do Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae/SC buscou entender quem são os turistas que escolhem visitar Santa Catarina, e qual é o impacto das mídias sociais nessas decisões. Por meio de um mix de técnicas de pesquisa e ferramentas digitais, observou-se o comportamento dos viajantes e potenciais turistas no Instagram.

Monitoramento de menções e hashtags

Com uma taxa de crescimento de 5%, maior que a do Facebook (3,14%), o Instagram é um dos principais canais utilizados para registro de momentos, incluindo viagens. De acordo com pesquisa divulgada pela Forbes, 40% das pessoas com menos de 33 anos (os millenials, público mais conectado do globo) considera o potencial de gerar boas fotos para o Instagram um dos fatores mais importantes na hora de escolher um destino de viagem. Por isso, a rede social foi escolhida como principal fonte para o monitoramento da pesquisa do SIS/Sebrae.

Para a pesquisa, foi criado um monitoramento para coletar qualquer tipo de menção no Instagram que contivesse em sua mensagem pelo menos uma entre as 19 “hashtags” relacionadas com turismo, Santa Catarina ou viagem. Isso resultou na captura de 84.222 menções, no período entre 7 de outubro e 11 de dezembro de 2018.

O objetivo desse monitoramento foi identificar o perfil e o comportamento no Instagram dos turistas que visitam ou têm o desejo de conhecer os destinos turísticos de Santa Catarina. Além disso, também buscou-se identificar como as empresas e influenciadores estão divulgando os destinos do estado nessa rede.

Além da observação individual dos perfis do Instagram, foram analisadas também as postagens relacionadas com o turismo no estado de Santa Catarina que continham “hashtags” dos principais influenciadores e sites de viagem. O objetivo foi identificar se os atrativos turísticos catarinenses estão entre os assuntos comentados pelos principais influenciadores do turismo.

Destinos mais citados
Os destinos mais divulgados nas publicações em geral foram Florianópolis, Serra Catarinense, Urubici, Serra do Rio do Rastro, Canasvieiras e Bombinhas. Ao todo, 30% das publicações de influenciadores no período foram relacionadas ao parque ‘Beto Carrero’. Em segundo lugar apareceu ‘Praia’ com 28%, compreendendo imagens variadas de diversos locais de Santa Catarina.

Com 12%, apareceram as citações envolvendo Natureza/Serra. Nesse cenário também estão incluídas publicações de Canyons e Cachoeiras – sendo que as atividades relacionadas a trips e visitas a cachoeiras são as mais citadas. Com 9% estão as publicações citando pontos turísticos, destacando-se Florianópolis (Centro Histórico, Mercado Municipal, Museu Cruz e Souza). Com 8% aparecem Eventos e, no período, o destaque foi para a Oktoberfest.

Do total de menções da amostra, 53% foram de publicações realizadas por agências, blogs ou sites de turismo e meios de hospedagem – ou seja, ocorreram mais publicações comerciais, que querem atrair um público para determinado local, do que postagens de turistas comentando que passaram ou que planejam passar pela região.

Oportunidades e ações recomendadas
Os eventos são grandes oportunidades para a promoção dos destinos turísticos, tanto dos locais onde vão ocorrer quanto de cidades vizinhas. Apenas uma postagem relacionada ao Folianópolis, por exemplo, evento que ocorreu no período do monitoramento, obteve mais de 200 mil interações, o que mostra o potencial de relacionar postagens a esse tipo de assunto.

Em relação a “Planejamento de viagem”, a pesquisa identificou poucas menções a temas como hotel, passagem, estadia, transporte, milhas, entre outros. Isso demonstra assuntos que podem ser reforçados em campanhas de mídia realizadas pelas empresas.

Mesmo apesar de toda a divulgação, a pesquisa do SIS Sebrae/SC mostra que a presença do trade turístico catarinense nas mídias sociais precisa ser desenvolvida, e que embora a maioria das menções identificadas seja proveniente de publicações comerciais, a ocorrência ainda é muito pequena para impactar de forma positiva os negócios relacionados a elas. É necessário que o trade desenvolva ações para incentivar o turista a comentar nas redes que passou ou planeja passar pela região. Ações como esta possibilitam o aumento do alcance das empresas, construindo uma boa reputação e melhorando a taxa de conversão.

 

Fotos: Banco de Imagens