Essa super exposição de rotinas intensas e aparentemente bem-sucedidas só deixa a desejar em uma coisa: o processo natural de lidar assertivamente com os erros foi empurrado para debaixo do tapete. Não se engane: todo mundo erra, o que nos diferencia – e nos leva para o topo – é a forma de lidar com as falhas.

Uma das atitudes que tem se tornado comuns no mercado de trabalho é a tentativa desenfreada de esconder qualquer ação que não tenha saído conforme o planejado. Vemos todos os dias posts motivacionais de quem alcançou o sucesso, das pessoas que acordaram antes do sol nascer e de quem está trabalhando mesmo depois de muitos de nós já ter encerrado o expediente.

Essa super exposição de rotinas intensas e aparentemente bem-sucedidas só deixa a desejar em uma coisa: o processo natural de lidar assertivamente com os erros foi empurrado para debaixo do tapete. Não se engane: todo mundo erra, o que nos diferencia – e nos leva para o topo – é a forma de lidar com as falhas. Considero três questões fundamentais para o crescimento profissional nestes momentos:

1 – Não esconder a falha é sinal de inteligência emocional

Viver em processo de negação e até mesmo mentir para o chefe ao invés de assumir um erro é sinal de imaturidade. Pode ter sido algo simples ou algo que tenha impacto financeiramente os negócios. Mas assumir que errou, mesmo tentando acertar é o primeiro passo para se mostrar maduro o suficiente dentro da sua atuação profissional.

Ninguém erra de propósito e mesmo que a consequência seja dura, é fundamental estarmos prontos para lidarmos com as consequências. Tenha a coragem e assumir suas falhas, porque essa atitude demonstra transparência e responsabilidade para com o negócio. Só quem pode admitir os erros é capaz de comemorar também o sucesso quando suas atitudes resultarem nele.

2 – Comunicação é essencial

Seja transparente mesmo quando passar por situações difíceis na carreira. Mais do que assumir erros, esteja pronto para discutir com sua equipe ou liderança os aprendizados que pode tirar dessa situação. Não deixe de informar sobre algo que saiu fora do planejado, para que todos os envolvidos possam lidar com o problema e reduzir seus impactos.

3 – Quais as alternativas que você apresentou?

Mais do que assumir suas falhas, esteja pronto para lidar com as consequências e apresentar soluções para elas. Este é o melhor sinal de que o profissional será bem-sucedido: ele não mascara os erros que comete ao longo do caminho, mas ajusta o percurso para melhorar os resultados apesar das dificuldades que encontra.

Com a tríade transparência + comunicação + ação uma questão natural na rotina profissional não precisa ser jogada para debaixo do tapete na busca por uma imagem inabalável. Bons profissionais, em algum momento da carreira, irão cometer falhas. A diferença – e o que faz com que sejam disputados pelas empresas – é a forma como lidam com estas situações. Saber reconhecê-las e trazer sugestões de resolução são ações muito mais reconhecidas do que o fato de esconder falhas em busca de um currículo impecável – que só existe nos nossos sonhos.

 

* Roberto Vilela, é especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais. Atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte, com serviços de consultoria comercial, treinamentos vivenciais e palestras. É também autor do livro Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre as lições que vivenciou no mundo das corridas e o dia a dia nos negócios. Escreve quinzenalmente neste espaço. Contato: roberto@megaempresarial.com.br.