A Leroy Merlin Brasil, maior rede de home centers do país, lançou marketplace de produtos para o lar. É o primeiro shopping virtual de uma empresa do varejo de materiais de construção.

País é o primeiro a testar a nova plataforma que abre o site da marca para outros especialistas do lar


A Leroy Merlin Brasil, maior rede de home centers do país, lançou marketplace de produtos para o lar. É o primeiro shopping virtual de uma empresa do varejo de materiais de construção. Idealizado em 2017 e projetado ao longo dos últimos dez meses de 2018, o novo modelo de negócio tem o intuito de oferecer um mix de centenas de milhares de produtos para o cliente viabilizar seu projeto de melhoria do lar.

Pioneiros dentro da rede Leroy Merlin, o Brasil sai na frente ao inaugurar uma plataforma que vende desde o material básico para construir e reformar, até os itens que decoram e transformam a casa em um lar, sendo o produto ofertado pela Leroy Merlin ou por um lojista parceiro.

“Estamos investindo em uma transformação interna”, conta Alain Ryckeboer, diretor geral da Leroy Merlin no Brasil. “Nosso intuito é garantir que o cliente compre o que quiser, onde quiser e quando quiser”.

No novo modelo de negócio, que oferece produtos nos segmentos de decoração, cama, mesa e banho, móveis, utilidades domésticas, eletrodomésticos entre outras categorias, a logística de entrega do produto fica nas mãos dos parceiros, cerca de 60 empresas na 1ª fase que vai até janeiro de 2019.

No início, a plataforma aumenta em mais 30 mil itens a quantidade de produtos disponíveis, deixando o site com mais de 100 mil produtos. No futuro próximo a plataforma disponibilizará mais de 200 mil produtos, entre os itens da Leroy Merlin e de marcas diversas.

“O objetivo da Leroy Merlin como plataforma de negócios é disponibilizar um sortimento de produtos capaz de atender todas as necessidades do consumidor ”, conta Cristiano Athayde, diretor do Marketplace e responsável pela execução do projeto.

A marca investiu cerca de R$ 260 milhões em TI (Tecnologia da Informação) para possibilitar a expansão online e o Brasil foi escolhido como país de teste para a nova plataforma por conta da forte presença do brasileiro no mundo digital. O site oficial da rede representa, hoje, apenas 2% da receita total da empresa no país. Com o lançamento da nova plataforma de vendas, a meta é que esse número aumente para 10% do faturamento da marca.

“A abrangência de atuação é o habitat do Cliente”, explica Athayde. “Nós vamos oferecer uma ampla gama de produtos, ofertas competitivas dentro do mercado e qualidade no atendimento. Tudo isso para viabilizar da melhor forma os projetos dos nossos clientes, desde uma compra pontual, uma pequena reforma ou um grande projeto. Assim, estamos reforçando nosso core business”, finaliza.

 

Foto: Divulgação