Apesar da turbulência política e econômica, a Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos) tem se destacado, com rentabilidade anual acumulada até o final de setembro superior a média dos índices de mercado. Nos planos administrados Misto e Transitório foram registrados, respectivamente, 5,48% e 6,93%. O desempenho é superior aos principais índices de mercado, tanto da renda fixa (CDI), com 4,81%, e poupança, com 3,83%, como da bolsa de valores (Ibovespa), com apenas 3,85%.

Entidade administra planos previdenciários e assistenciais de mais de 8 mil famílias


Apesar da turbulência política e econômica, a Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos) tem se destacado, com rentabilidade anual acumulada até o final de setembro superior a média dos índices de mercado. Nos planos administrados Misto e Transitório foram registrados, respectivamente, 5,48% e 6,93%. O desempenho é superior aos principais índices de mercado, tanto da renda fixa (CDI), com 4,81%, e poupança, com 3,83%, como da bolsa de valores (Ibovespa), com apenas 3,85%. Isso é resultado da atual postura de diversificação da carteira de investimentos, que busca maior estabilidade nos retornos, com foco em títulos públicos federais e fundos de investimentos com melhor desempenho no mercado e elevada liquidez.

Recentemente a fundação lançou o Portal da Transparência, que disponibiliza informações sobre investimentos, custos administrativos e de assistência.

“Qualquer Participante tem condições de saber sobre como a Celos está sendo gerida, pois todas as informações estão dispostas online e já tivemos mais de 3,5 mil acessos”, afirma Henri Claudino Machado, diretor administrativo-financeiro.

A Celos atende 8.536 famílias em previdência privada, sendo que nos últimos três anos foram pagos aproximadamente R$ 750 milhões em benefícios de aposentadoria. Com 44 anos de história, possui mais de 23 mil beneficiários em plano de saúde e conta com 376 especialidades médicas credenciadas.

 

Em destaque: Henri Claudino Machado, diretor administrativo-financeiro da Fundação Celos. Foto: Divulgação