A gravidez na adolescência e os riscos para a saúde mental das mães e das crianças serão temas tratados por Lilian Lucas, presidente da Associação Catarinense de Psiquiatria (ACP), no 1º Fórum Catarinense de Prevenção da Gravidez na Adolescência, que será realizado nesta sexta-feira (1º de fevereiro), a partir das 14h, no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM), em Florianópolis.

A gravidez na adolescência e os riscos para a saúde mental das mães e das crianças serão temas tratados por Lilian Lucas, presidente da Associação Catarinense de Psiquiatria (ACP), no 1º Fórum Catarinense de Prevenção da Gravidez na Adolescência, que será realizado nesta sexta-feira (1º de fevereiro), a partir das 14h, no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM), em Florianópolis. A programação contempla ainda a apresentação de um panorama sobre a gestação na adolescência e estratégia para a prevenção de casos de maternidade precoce, além de debate de encerramento. O evento ocorre menos de um mês após o presidente Jair Bolsonaro sancionar a Lei nº 13.798, em 8 de janeiro, que instituiu a Semana Nacional da Prevenção da Gravidez na Adolescência, que deverá ser realizada anualmente pelo poder público. A realidade sobre a maternidade precoce é uma preocupação mundial. A cada ano nascem 16 milhões de bebês filhos de mamães adolescentes. Inscrições gratuitas pelo e-mail scp@scp.org.br ou pelo telefone (48) 3231-0344.

 

Foto: Pixabay