Mais do que realizar as tarefas que são inerentes a sua função, um profissional de alta performance entrega resultados acima da média. Nas vendas, na proximidade com o consumidor ou no relacionamento com a equipe, ele é aquele colaborador que todos sabem que, ao assumir uma demanda, irá entregá-la.

Ser esse tipo de profissional independe de formação, experiência ou cargo. Mas, necessariamente está ligado com uma importante questão que deve ser observada por gestores e empreendedores: o engajamento.

Um colaborador desmotivado não irá produzir nem o que está no escopo da rotina de trabalho, muito menos entregar resultados acima do esperado. E engajar é desafiador. Abaixo listo algumas dicas que precisam ser observadas para manter um time de alta performance através do engajamento:

Feedback

O primeiro passo para saber se um colaborador está satisfeito na empresa é criar a cultura do feedback. Mais do que um evento com data marcada e sazonal, ele precisa se tornar espontâneo. As pessoas precisam se sentir seguras em externar opinião sobre a rotina de trabalho ou mesmo expor descontentamentos. O feedback é uma via de mão dupla e serve como indicador de satisfação e base para melhoria em processos e até mesmo produtos e serviços.

Entenda o perfil do profissional

Nem todo mundo vai ficar animado com a nova máquina de café. Nem todo profissional quer um cargo de gestão, mas sim ser valorizado financeiramente na posição que ocupa. Quando você passa a entender as necessidades e desejos de cada membro da equipe, pode atuar individualmente, criando pequenas ações de engajamento levando em consideração as necessidades de cada um. Muitas vezes, uma série de pequenas atitudes pode trazer mais resultado do que uma grande ação padronizada.

Cuidado com as ações de engajamento

Observo que muitas vezes, na ansiedade de motivar a equipe, gestores erram a mão e acabam criando ações que surtem o efeito contrário. Será que o seu profissional quer ser obrigado a usar todo o fim de semana para uma atividade da empresa, como uma viagem com os colegas de trabalho? Aquela agenda – mais uma – que sobrou no estoque e virou brinde na data comemorativa, ao invés de motivar, pode virar motivo de chacota.

Para não errar a mão, o mais indicado é contar com apoio profissional e uma visão externa ao negócio. Assim, com uma visão não romântica sobre erros e acertos, sua equipe de liderança poderá ajustar os ponteiros e realizar ações assertivas de engajamento rumo à alta performance.

 

* Roberto Vilela, é especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais. Atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte, com serviços de consultoria comercial, treinamentos vivenciais e palestras. É também autor do livro Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre as lições que vivenciou no mundo das corridas e o dia a dia nos negócios. Escreve quinzenalmente neste espaço. Contato: roberto@megaempresarial.com.br.