A cerveja artesanal já passou da época da febre e consolidou o seu posto como uma tendência de mercado. E a aposta em conhecimento para o desenvolvimento de negócios e profissões ligadas a ela é o que leva, até o dia 2 de fevereiro, mais de 300 alunos a Blumenau.

Alunos de cinco países e 20 estados brasileiros participam de cursos na única instituição de ensino superior dedicada à bebida da América Latina, em SC


A cerveja artesanal já passou da época da febre e consolidou o seu posto como uma tendência de mercado. E a aposta em conhecimento para o desenvolvimento de negócios e profissões ligadas a ela é o que leva, até o dia 2 de fevereiro, mais de 300 alunos a Blumenau. Eles participam de uma série de 12 cursos concentrados na Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM). A instituição é a única de ensino superior especializada na bebida na América Latina.

A origem dos alunos é diversa. Representantes de 20 estados participam dos cursos – de Norte a Sul, Leste a Oeste. Além de brasileiros, também estarão na instituição estudantes de outros quatro países: Bolívia, Uruguai, Peru e Argentina.

Os cursos concentrados têm como objetivo permitir que as pessoas aproveitem seus recessos para se capacitarem em um mercado que muitas vezes não é a sua primeira opção profissional, mas pode vir a ser. De acordo com o diretor da ESCM, Carlo Bressiani, as turmas são formadas por atuantes do setor cervejeiro que querem se aperfeiçoar em cursos como o Mestre Malteiro ou Gestão de Microcervejarias e outros que querem ingressar no segmento nas opções Como Montar sua Cervejaria ou Sommelier de Cervejas.

“É comum recebermos alunos que nunca tiveram contato com o mercado cervejeiro e querem iniciar nesse setor. Entendemos que é fundamental que as pessoas vejam que há, sim, possibilidades de negócio e atuação no ramo. Mas também é de suma importância que saibam que a profissionalização é um caminho sem volta no setor e só vai seguir nesse fluxo de ascensão quem estiver capacitado para isso”, diz.

A ascensão na procura por profissionalização na cerveja atrai estudantes de fora do país. No entanto, a ESCM também está buscando o movimento contrário: indo até os locais onde a demanda é grande. Isso inclui, além de outros estados brasileiros, países como Uruguai, Chile, México, Argentina e Peru.

“Já realizamos turmas nestas regiões, que buscam uma aproximação conosco por sermos a única instituição de ensino superior da América Latina especializada em cerveja e pelo histórico de profissionais formados”.

Desde 2018, por meio de uma parceria com o Grupo Ânima, a ESCM oferece cursos de capacitação e pós-graduações nas cidades de Curitiba, Belo Horizonte, São Paulo, Joinville e Florianópolis.

 

Em destaque: Alunos já ocupam os laboratórios da Escola Superior de Cerveja e Malte. Foto: Divulgação