A temporada de verão, época em que Santa Catarina recebe milhares de turistas, é também o período do ano em que o comportamento do sistema elétrico demanda mais atenção.

Neste ano, estão sendo aplicados R$ 360 milhões em obras e serviços


A temporada de verão, época em que Santa Catarina recebe milhares de turistas, é também o período do ano em que o comportamento do sistema elétrico demanda mais atenção. Além do crescimento do consumo e o consequente aumento da demanda de energia, é no período de dezembro a março que, historicamente, são registrados os eventos climáticos que mais afetam o desempenho do fornecimento de energia, tais como temporais, ventanias e descargas atmosféricas.

No verão, o número de temporais é de 35% maior que nas demais estações do ano. Por conta desse cenário sazonal e bastante desafiador, a Celesc concentra esforços e desenvolve ações específicas, concentradas em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

Em 2018 a empresa está investindo R$ 360 milhões em obras e serviços. Deste total, foram destinados cerca de R$ 110 milhões para obras no sistema elétrico de alta tensão (subestações e linhas de transmissão), e de aproximadamente R$ 250 milhões nas redes elétricas de média e baixa tensão, e telecomunicações. Esses investimentos trazem benefícios para o atendimento de todas as regiões do Estado.

No ano, os recursos para manutenção do sistema elétrico somam R$ 50 milhões e, deste total, R$ 17,5 milhões foram destinados à limpeza de faixa, poda e roçada de vegetação. “Esse é um dos investimentos mais importantes para o verão, tendo em vista que a vegetação que alcança a rede elétrica em temporais é causa de 35% das ocorrências no sistema”, explica o presidente Cleverson Siewert.

Para a temporada de verão 2018-2019, também estão sendo contratadas mais equipes de eletricistas, a fim de se reforçar o contingente para o atendimento das emergências. O número de ocorrências, especialmente na faixa litorânea, é quase três vezes maior que nas demais épocas do ano. Também é o período que são enfrentadas mais dificuldades no deslocamento das equipes nas estradas e, por esses motivos, para manter o nível de qualidade mais perto do ideal, a Empresa vai contar com cerca de 300 pessoas a mais para atendimento da população.

Por meio da Operação Verão, as regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Tubarão e Criciúma passam a contar com 36 equipes extras de eletricistas para atender emergências. De forma análoga, é desenvolvida a Operação Apoio Técnico, pela qual são reforçadas as agências regionais que mais registram eventos climáticos adversos (regiões de Blumenau, Rio do Sul e Mafra), com a contratação de 13 equipes terceirizadas adicionais. “As duas operações (Verão e Apoio Técnico), somadas ao acréscimo de contingente na área comercial (que conta, no período, com mais 30 atendentes presenciais e outros 70 no call center) representam 18% a mais de profissionais disponibilizados pela empresa para atender as demandas da alta temporada”, destaca o presidente.