Você já ouviu a expressão “líder 5.0”? Talvez o termo não lhe seja familiar, mas o significado com certeza já faz parte da sua realidade profissional. Nunca estivemos tão conectados, nunca houve uma multicanalidade como atualmente. A famosa Quarta Revolução Industrial, que coloca negócios de diferentes portes e segmentos em um patamar evolutivo alucinante, com recursos que vão desde o uso de canais digitais para comunicação até inteligência artificial, é fato.

Você já ouviu a expressão “líder 5.0”? Talvez o termo não lhe seja familiar, mas o significado com certeza já faz parte da sua realidade profissional. Nunca estivemos tão conectados, nunca houve uma multicanalidade como atualmente. A famosa Quarta Revolução Industrial, que coloca negócios de diferentes portes e segmentos em um patamar evolutivo alucinante, com recursos que vão desde o uso de canais digitais para comunicação até inteligência artificial, é fato. E com ela, o perfil de liderança também passa por uma sensível transformação.

Já superamos – ou ao menos deveríamos – o fato de que o colaborador passa o dia conectado, seja com conteúdos relacionados ao trabalho ou ao mundo exterior. Não há como evitar, é um processo que se tornou natural e o desafio do líder é potencializar os resultados com base no uso das novas plataformas e deste novo perfil.

Um líder 5.0 é aquele que, ao invés de lutar contra o processo evolutivo, utiliza as novas ferramentas a seu favor. Entende que a web, o smartphone, e toda a estrutura disponível para a equipe são aliados para a alta performance.

É aquele que entende a pluralidade que enfrenta ao ter diferentes gerações sob seu comando, mas que também sabe que o objetivo comum da companhia deve ser foco das discussões. A liderança na era da transformação digital é efetiva quando torna natural o uso de novos canais e traz para o cenário da empresa um novo olhar sobre o todo: une todo o aparato tecnológico com equipes engajadas e de alta qualidade.

Neste contexto fica o questionamento: como se tornar um líder 5.0? Como performar em um cenário altamente competitivo e em constante mudança? Listo em seguida algumas questões:

Olhe para dentro: avalie o grau de maturidade da sua gestão e da evolução da companhia em que está inserido. Elenque pontos fortes e fracos, seja sincero consigo mesmo e busque conhecimento nas áreas em que ainda não alcançou maturidade. A evolução precisa ser constante e um líder 5.0 só conseguirá manter uma equipe engajada se começar por si mesmo.

Não tenha medo do novo: com o grau certo de responsabilidade e avaliação de impactos, errar é essencial na jornada. Por isso, testar novos canais com o cliente, introduzir novas tecnologias, estudar novos perfis e modelos de gestão é um processo natural e fundamental para a evolução do negócio.

Conte com apoio profissional: a transformação digital trouxe desafios que são inéditos para a gestão. Novas ferramentas, controle muito mais eficiente de dados, ambiente digital fortemente presente e metodologias para o alcance do sucesso. Não é fácil acompanhar o ritmo evolutivo atual e contar com apoio de profissionais especializados nas diferentes áreas que a nova gestão engloba fará toda a diferença para a sua carreira.

Por fim, um olhar atento ao mercado permitirá ao gestor avaliar pontos que podem ser aplicados no seu dia a dia. Obviamente o avanço digital não anula totalmente o feeling, mas torna ele apenas um ponto a mais de observação. Dados analíticos e velocidade para a tomada de decisão farão de você e da sua equipe um time não só consolidado como preparado para evoluir.

 

Roberto Vilela, é especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais. Atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte, com serviços de consultoria comercial, treinamentos vivenciais e palestras. É também autor do livro Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre as lições que vivenciou no mundo das corridas e o dia a dia nos negócios. Escreve quinzenalmente neste espaço. Contato: roberto@megaempresarial.com.br